Diário de Viagem - Varsóvia, Polônia - Parte 4

quarta-feira, 28 de setembro de 2016


Obaaa mais uma parte do diário de viagem!!
Se você ainda não viu as anteriores veja todas abaixo:
As fotos de hoje são da visita que eu fiz na Old Town! Vou fazer como no post anterior, vou ir comentando cada foto para ficar mais dinâmico :)
Ah, também temos vídeo. Um resumo de como foram meus dias em Varsóvia.
Por favor, me digam o que estão achando dos posts da viagem e dos vídeos. Obrigada! <3



Nossa visita a Old Town foi acompanhada pelo guia Tom, um polonês que falava perfeitamente inglês e era muito querido! A tradução como sempre foi feita pelos integrantes do nosso grupo, cada um ia ajudando conforme entendia e explicava aos que não sabiam nadinha de inglês. O Tom não cobrou nada já que estávamos participando da JMJ, mas com certeza essa visita é cobrada para turistas "normais".


Segundo meu amigo polonês essa é a Krakowskie Przedmieście Street.


Bem turista hahaha! :D
Eu como George Sand (pelo que pesquisei rapidamente ela foi uma escritora) e o grande e aclamado na Polônia, Chopin!


Mamãe: orgulho de ser brasileira haha!



Alguém entende?









Na Polônia vemos muitas pessoas tocando instrumentos na rua, inclusive crianças e as moedas são sempre bem vindas.







Energético polonês que estavam distribuindo gratuitamente!



Costa Coffee, grande concorrente do Starbucks.


A Cidade Velha de Varsóvia é um patrimônio mundial histórico e cultural, tombado pela Unesco em 1966. Possui grande relevância histórica, arquitetônica e cultural, a nível continental e mundial. Foi construído por volta do século XIV, e, entre vários outros usos, servia como uma espécie de muralha contra invasões. Atualmente resta apenas de 5% a 10% das construções originais, pois foi destruída durante a segunda guerra mundial. Possui influência arquitetônica eslava, cassúbia, germânica, balcânica e teutônica. Sua área é relativamente pequena. 





A foto está sem foco, mas ao fundo se encontra o Estádio Nacional de Varsóvia, onde já aconteceu a EuroCopa!


Minha foto preferida deste lugar, e que lugar! Fiquei totalmente encantada! ♥







Raramente uso óculos escuros, mas neste dia o sol estava intenso! Achei o clima bem parecido com o daqui de Curitiba. Dias bem quentes e outros mais amenos durante o verão. 




Just give a smile.
Mendigos existem na Europa? Sim, mas eu posso contar nos dedos de apenas uma das mãos os que encontramos nas ruas de todos os lugares por onde passamos!
Ser mendigo na Europa não compensa.


A lenda deste príncipe cachorro ou urso, não me lembro agora... é mais ou menos a seguinte:
Um príncipe muito peludo haha amava muito uma bela moça, porém ela não gostava dele e se casou com outro rapaz e o príncipe cachorro/urso por azar entrou na igreja, onde se encontra esta estátua, e viu a sua amada se casando com outro! No mesmo instante ele saiu correndo da igreja muito, muito triste e virou pedra! 
Para que o feitiço seja desfeito é preciso colocar o anel de noivado que precisa servir claro, este anel o príncipe iria entregar a sua amada e depois disso dar um beijo na estátua, se o amor for verdadeiro ele voltada á vida. 
Quem foi a escolhida para fazer isto? Sim, eu HAHAHA! Mas meu amor não era verdadeiro, porque ele continuou lá sendo uma pedra :(


Os sorvetes da Polônia são deliciosos! Sem contar na quantidade de sabores diferentes que existem, é um mais gostoso que o outro. O valor vai depender... se você comprar no shopping é mais caro, se quiser um no estilo Kibon vai ser barateza!
Aliás, vocês sabiam que a Kibon muda de nome conforme o país? Eu vi Ola e Eskimo, curioso né?



Esta parte da cidade se chama Praça do Mercado, todos esses prédios foram completamente destruídos e mais tarde, reerguidos para que Varsóvia voltasse a ser o que era antes da guerra.
No centro da Praça, fica o símbolo da cidade: uma sereia.



Segundo a lenda, Sawa era uma sereia que tinha sido salva pelo pescador Wars e como agradecimento, ela prometeu que o protegeria para o resto da vida. Daí surgiu o nome da cidade: Warszawa, em polonês.
Até o século 19, era comum ouvir relatos de pessoas que viam Sawa nadando pelo Rio Vístula, mas, depois da Segunda Guerra Mundial, a sereia desapareceu e o que restou foi somente a sua bela história.




Mamãe e Leila!
Gente estou mesmo ficando velha! Eu não conseguia me enturmar com o pessoal jovem brasileiro que estava lá. Era muita cantoria, gritaria, animação demais!! Não tenho mais paciência para certas idade haha, então eu preferi muito mais ficar com as senhoras, elas são muito mais calmas, passeamos, se divertidos, rezamos, conhecemos lugares novos, mas íamos com calma sabe? É a idade chegando :(


Muralhas.
Os primeiros vestígios dessa cidade apareceram na Idade Média, mas Varsóvia se desenvolveu mesmo foi a partir no século 14. Nessa época, ela estava cercada por uma grande muralha que, com o crescimento da cidade, acabou desaparecendo. Reconstruída séculos mais tarde, hoje o principal ponto de observação da fortaleza é o Barbakan Warszawski, que já foi o principal portão de acesso à Cidade Velha.






Este é Pico Bus! Um ônibus super charmoso e pequenino que roda a cidade parando em lugares históricos. É mais uma forma de turistar. Neste ônibus eu conheci o Marcin, ele trabalha no ônibus. Um rapaz bem legal que pediu meu Facebook, sempre estou conversando com meu amigo polonês :)



Igreja do Padre Jorge Popieluszko, para quem não viu tem um post explicando sobre sua história aqui. Demos mais uma passadinha por lá, pois tinham pessoas no nosso grupo que ainda não tinham visitado o local.




Tom, com seu mini microfone na mão, nosso guia querido e atencioso que quase derreteu nesse sol quente!


Tudo tem um começo e um fim. 
Nesta Universidade se encontra a cadeira que o Papa João Paulo II utilizou na última vez em que ele esteve em Varsóvia.



E neste prédio o Papa João Paulo II ficou hospedado pela primeira vez que veio á cidade.



Este lugar, uma espécie de parque é lindo! E foi o único lugar da Europa que eu vi uma subida. Todos os lugares são plainos, retinhos retinhos!





Realmente este país é apaixonante, não vejo a hora de voltar!
Até o próximo Diário de Viagem pessoal ;*

Hey I'm With The Band